E se… Curtindo a Vida Adoidado fosse no Recife

Claro que o aniversário de 30 anos de um filme icônico como Curtindo a Vida Adoidado não podia passar passar em branco por nós. Seguindo a linha do Harry Potter e de Friends e criamos a versão de Ferris Bueller nos moldes da nossa terrinha.

Pra começar ninguém ia sair por aí curtindo a vida adoidado por motivos de trombadinhas nesta cidade! But, vamos fingir que isso não existe aqui e imaginar.

1. Ferris seria Mc Sheldon

image

Óbvio! O cara parça que pega as bebêres e é o conhecido de todo mundo. Essa é a história de Mc Sheldon no último ano da escola!

2. A namorada seria nada mais nada menos que a dyva do brega a maravilhosa Michele Melo!

michelle-600x415

2. A escola de Ferri.. Mc Sheldon seria o João Barbalho, ali no Treze de maio. Ter que estudar é um martírio para qualquer pessoa, agora imagine Sheldinho tendo que aguentar aula de matemática quando podia tá saindo com as bebêres?

3. Cameron, o amigo rico, na verdade é Boco, o parça de uma vida!

Amizade <3

Amizade <3

4. Como Boco nada em dinheiro na Mustardinha, o bixo tem dezoitinho e já é dono de uma Kombi que roda fazendo transporte coletivo, pra quê Ferrari não é mesmo?

5.  O prédio alto que os meninos avistam a cidade de Chicago na verdade é a passarela do Shopping Boa Vista.

6. O restaurante chique é mesmo aquela Sumbley da Dantas Barreto.

7. E a parada? AAAAH a parada é na Conde da Boa Vista! Em vez de Twist and shout dos Beatles, outro clássico faria parte do maior-desfile-em-linha-reta-do-mundo: Obsessão da Banda clááásica Vicio Louco!

8. Sabe os caras que vão dar uma volta no carro de Cameron? Dois trombadinhas que roubaram a Kombi

9. O passeio no museu seria substituído por uma voltinha no Paço do Frevo

10. Ferris estaria fingindo estar com chicungunha

11. O jogo que eles iriam assistir no estádio seria Santa x Sport

12. A obra de arte que deixaria Cameron encantado seria a p%*@ de Brennand no Marco Zero

Pica-de-Brennand

 

Quais seriam as outras características desse filmaço em terras locais? Deixa aí nos comentários.

 

Por. Ingrid Cordeiro

Comments

comments